Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mente Literária

"A leitura é como uma droga que confere um adormecimento agradável aos contornos da crueldade da vida." Kertész , Imre.

Mente Literária

"A leitura é como uma droga que confere um adormecimento agradável aos contornos da crueldade da vida." Kertész , Imre.

Crítica: A Guerra dos Tronos - George R. R. Martin

(Apenas contem revelações sobre o enredo que podem ser encontradas na sinopse)

 

A Guerra dos Tronos.jpg

 

 

Título: A Guerra dos Tronos

Autora: George R. R. Martin

Editora: Saída de Emergência

1ª Edição: 2007

Nº de Páginas: 400

Saga/Série: As Crónicas de Gelo e Fogo

 

 

 

 

"A melhor fantasia dos últimos 50 anos." - The Denver Post

 

Eddard Stark recebe a visita do seu grande amigo e rei Robert Baratheon que o convida a mudar-se para a corte e assumir o cargo de Mão do Rei. Eddard aceita, por desconfiar que a manipuladora rainha envenenou o anterior Mão e com a esperança de poder proteger o rei das garras da mulher. Mas a ambição dos Lannister é interminável e Eddard logo percebe que a sua vida nada vale e que o próprio rei corre mais perigo do que imaginava.

A vida e família que Eddard sempre conheceu está prestes a dar uma reviravolta e entrar numa espiral de tragédia.

Como já antes referi, tinha imensa curiosidade em ler esta saga, já vi a série televisiva e faltava apenas ler os livros.

A Guerra dos Tronos conta a mesma história vista de diversos pontos de vista, aliás, cada capítulo é contado segundo o ponto de vista de uma das personagens. Há personagens muito bem desenvolvidos e que se vão tornando cada vez mais interessantes ao longo do livro. É um texto muito bem elaborado num livro em que cada personagem tem um tempo para ser conhecida, havendo ainda espaço para inserir história e mitologia na trama.

É uma história que abarca vários temas históricos desde deuses novos e antigos, reis e rainhas, reinados, assassinatos e mortes.

Este livro ronda as 400 páginas que se leêm muito facilmente, apesar de ser muito diferente do normal. Não é para um "estômago fraco", pois cabeças arrancadas e espetadas cá fora é uma coisa normal de acontecer.

A leitura nunca se torna chata, o final de cada capítulo é sempre surpreendente e cheio de suspense. Os personagens tornam-se tão reais que é impossível não nos afeiçoarmos a alguns deles.

Já comecei a ler o segundo livro e estou a adorar. Recomendo mesmo!

Goodreads - Facebook - Instagram

18 comentários

Comentar post

Pág. 1/2