Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Mente Literária

"A leitura é como uma droga que confere um adormecimento agradável aos contornos da crueldade da vida." Kertész , Imre.

Mente Literária

"A leitura é como uma droga que confere um adormecimento agradável aos contornos da crueldade da vida." Kertész , Imre.

TAG | Feira do Livro

A Carolina, do blog Holly Reader marcou-me para responder a esta TAG, originalmente criada pela Cláudia do blog A mulher que ama livros.

 

LISBOA - Indica um livro que se passe em Lisboa

Não tenho um único livro na estante que se passe em Lisboa, é verdade.

Um livro que ainda não li mas devia, e que se passa em Lisboa, será Os Maias, de Eça de Queirós. Ainda por cima a Relógio D'Àgua lançou recentemente um nova edição muito em conta.

 

SOL - Indica um livro para ler no Verão

Depois de percorrer as minhas estantes, decidi-me pelo livro Sozinhos na Ilha, que li há dois anos e que tem esta capa linda a chamar o Verão.

DSCF3187.JPG

 

FARTURAS - Indica um livro doce

Correndo o risco de ser cliché, vou indicar o livro Tudo, Tudo e Nós. Uma história fofinha e cheia de momentos doces.

DSCF3090.JPG

 

EVENTOS - Qual o autor que devia ir à Feira do Livro?

Adorava conhecer a J.K. Rowling. Sim, eu sei, é um sonho que dificilmente se tornará realidade.

A saga Harry Potter foi o que me introduziu os livros, foi assim que me apaionei pela leitura e adorava ter os meus velhos livrinhos que tenho desde criança rabiscados também por ela. E em Setembro irei reler os livros e ver novamente os filmes e vou chorar como um bebé, disso tenho a certeza!

DSCF3199.JPG

 

EDITORA - Elege as tuas três editoras preferidas

Relógio D'Água é a minha preferida. As capas são maravilhosas, o trabalho deles é extraordinário, sempre que entro numa livraria são os livros deles que me chamam a atenção e quero sempre comprá-los. Sou completamente apaixonada pela coleção deles Clássicos Para Leitores de Hoje com livros ótimos, capas maravilhosas e preços tão bons!

Editorial Presença é uma editora que consumo muito, gosto dos livros deles, das edições, e é provavelmente a editora que mais tenho lido nos últimos tempos.

Saída de Emergência por ser uma editora bastante versátil que edita bastantes livros bons e que quero ler. Editaram os meus adorados livros da Guerra dos Tronos e queria também colecionar a coleção História de Portugal em Romances, da qual tenho três livros na estante, um deles lido.

 

HORA H - Indica um livro muito bom com mais de 18 meses

Um livro que li e adorei mais ou menos há um ano e meio, Frágil, de Jodi Picoult.

DSCF3194.JPG

 

AUTORES- Já pediste autógrafos? Mostra!

Tenho apenas um autógrafo que pedi na Feira do Livro de 2016. É da autora Dorothy Koomson no meu livro A Filha da Minha Melhor Amiga.

DSCF3190.JPG

 

LIVROS - Mostra dois livros que compraste nos meses anteriores e ainda não leste

Comprei uns meses depois de sair O Miniaturista, estava muito curiosa e queria muito ler o livro. No entanto, depois vi opiniões de pessoas em quem confio que iam contra todas as minhas espectativas e coloquei-o de lado.

Comprei também já há dois anos os dois primeiros livros de Robert Galbraith e ainda não os li. Talvez esteja para breve.

DSCF3189.JPG

 

LISTA DE DESEJOS - Revela dois livros que pretendes comprar este ano

Este ano estou a tentar não comprar livros, não ando a procurar as novidades, estou focada em ler mais dos que tenho na estante. No entanto, gostava muito de ter os dois livros que a Relógio D'Àgua lançou recentemente de Os Miseráveis, que nunca li e já o devia ter feito. 

Para além disso, queria comprar o livro Os Contos dos Irmãos Grimm, para iniciar um projeto que ando a magicar há algum tempo.

440x.jpg

 

Para responder a esta TAG vou marcar a Tânia do blog Baú da Tanocas e a Sandra do blog Vício dos Livros.

Goodreads - Facebook - Instagram

A ler...

 

Autor: Truman Capote

Editora: Dom Quixote

Tradução: Margarida Vale de Gato

Data de Publicação: Junho de 2009

Nº de Páginas: 118

 

Holly Golighly é mais do que uma boneca de luxo. Deslumbrante, espirituosa e ternamente vulnerável, inquietando as vidas dos que com ela se cruzam, é retratada por Truman Capote em Breakfast at Tiffany’s (Boneca de Luxo), um romance tocante e singelo sobre a amizade, que constitui uma autêntica história de sedução.

Verdadeiro clássico da literatura americana contemporânea, nele se inspirou Blake Edwards para o filme homónimo protagonizado por Audrey Hepburn.

 

«Quase todos aqueles que hoje escrevem devem algo a Capote.»
The New York Times

 

Goodreads - Facebook - Instagram

Um ano com a Jodi

 

Um ano com a Jodi.jpg

 

A Dora, a Elisa e a Isa criaram este projeto chamado "Um ano com a Jodi", que consiste em ler um livro da Jodi Picoult por mês, durante um ano.

Eu irei participar na primeira leitura, que será do livro Compaixão e se inicia já no mês de Julho. Para discutir a leitura as meninas irão criar um chat no Facebook e adicionar todos os participantes da leitura conjunta.

Quem quiser participar também, basta informar uma das criadoras do projeto e juntar-se a nós no dia 1!

Goodreads - Facebook - Instagram

A ler...

 

 

Autora: Elena Ferrante

Editora: Relógio d'Água

Margarida Periquito

Data de Lançamento: Janeiro 2016

432

Deixando o marido em Florença, Elena volta a Nápoles para viver com Nino Sarratore, esperando que este se separe da mulher. É agora uma escritora reconhecida e procura escapar ao ambiente conflituoso do bairro onde cresceu e a sua família continua a viver. Evita encontrar Lila, que entretanto saiu da fábrica onde trabalhava, para se tornar empresária. Mas as duas amigas de infância não conseguem manter-se distantes e acabam mesmo por engravidar ao mesmo tempo, o que lhes permite reencontrar a passada cumplicidade.

As suas filhas vão crescer juntas num bairro, onde as relações amorosas e familiares são condicionadas pela lei do mais forte e onde, refletindo as transformações iniciados nos anos 80, o tráfico de droga se instala e os confrontos políticos se sucedem.

É então que de súbito uma das crianças desaparece, alterando de modo irreversível o relacionamento de Elena e Lila.

 

Goodreads - Facebook Instagram

Goodreads - Facebook - Instagram

Tudo, Tudo e Nós, de Nicola Yoon

DSCF3090.JPG

 

 

Madeline Whittier é uma rapariga que acaba de chegar aos seus 18 anos. Toda a sua vida foi passada longe do resto do mundo porque ela vive com uma doença, designada SCID, ou seja, imunodeficiencia combinada grave. O seu sistema imunológico não se desenvolve e Madeline cria alergias a qualquer coisa e, de forma a evitar isso, vive fechada em casa desde pequena.

Os seus dias são muito monótonos, tem aulas pelo Skype, lê livros e à noite joga jogos com a mãe. É então que a casa ao lado é ocupada por uma família e Madeline conhece Olly. A partir daí, tudo fica diferente.

Comprei este livro no mês passado com a intenção de o ler antes de sair o filme. É um YA, um livro leve e que se lê muito rápido, dei por mim a querer ler sempre mais. A história é muito envolvente e a escrita simples e fluida.

É um livro lindo, não só a história como o próprio livro, cheio de excertos e imagens ou notas da protagonista. Fala-nos de amor, de risco e de força de viver. Traz-nos também contacto com depressão e violencia doméstica.

Nas últimas páginas houve uma reviravolta que não esperava e que me impediu de dar as cinco estrelas, no entanto não deixou de ser um livro que adorei ler.

 

Goodreads - Facebook Instagram

Goodreads - Facebook - Instagram

A ler...

Autora: Nicola Yoon
Editora: Editorial Presença
Data 1ª Edição: 08/09/2016
Nº de Páginas: 320

 

Madeline Whittier observa o mundo pela janela. Tem uma doença rara que a impede de sair de casa. Apesar disso, Maddy leva uma vida tranquila na companhia da mãe e da sua enfermeira - até ao dia em que Olly, um rapaz vestido de preto, se muda para a casa ao lado e os seus olhares se cruzam pela primeira vez.

De repente, torna-se impossível para Maddy voltar à velha rotina e ignorar o fascínio do exterior - mesmo que isso ponha a sua vida em risco.

Nicola Yoon escreveu um livro comovente com uma mensagem para leitores de todas as idades.

 

Goodreads - Facebook Instagram

Goodreads - Facebook - Instagram

Livros no Ecrã | Um resumo

Para Livros no Ecrã, que decorreu no passado mês, foram lidos cerca de 10 livros e vistas 10 adaptações.

Além de mim, participaram também a Tânia, do blog Baú da Tanocas e a Sandra, do blog Vício dos Livros.

Eu adorei fazer este projeto e haverá com certeza uma segunda edição.

 

Deixo aqui os textos publicados ao longo do projeto:

 

Livros no Ecrã 

Livros no Ecrã | As hipóteses da estante 

Abril com Livros no Ecrã 

Livros no Ecrã | O início 

Projecto de Abril... #livrosnoecra   

Livros no Ecrã | Os Primeiros Dias

Livros no Ecrã | A Revolta, de Suzanne Collins 

Livros no Ecrã | A Rapariga que Roubava Livros, de Markus Zusak 

"Homens, Mulheres & Filhos" de Chad Kultgen - Opinião 

"A Bela e o Monstro" de Jeanne-Marie Leprince de Beaumont - Opinião 

Livros no Ecrã | O Diário da Nossa Paixão, de Nicholas Sparks 

"Por Treze Razões" de Jay Asher - Opinião 

"Persépolis" de Marjane Satrapi - Opinião 

O Carteiro de Pablo Neruda: Livro vs Filme 

Livros no Ecrã | Orlando, de Virginia Woolf 

Livros no Ecrã | Veronika Decide Morrer, de Paulo Coelho 

 

Goodreads - Facebook Instagram

Goodreads - Facebook - Instagram

A ler...

 

Autora: Carla Antunes

Data de edição: 03-2017

Editor: Capital Books

Páginas: 266

 

A história de um amor impossível. Um sentimento que nasce entre duas crianças e se transforma numa força maior. Um passado oculto, um segredo guardado. Simão, irreverente e carismático e Nina, uma alma leve e serena. O Covão da Mulher, um lugar ermo e perdido no tempo até ao dia em que Nina desaparece. O relógio parou, o aroma do café desfez-se nas pedras e o mundo escureceu. O fim? Não. Um novo começo...
“O artesão” é a estreia literária de Carla Antunes, que revela um estilo narrativo cheio de força e intensidade. A serra da Estrela é o palco de inspiração deste romance peculiar, repleto de personagens marcantes e ambientes improváveis. O submundo, as sombras e o outro lado. Por fim, revelamo-nos todos iguais: a correr no topo dos telhados ou a escalar uma muralha em pleno coração da serra. Desde que o sentimento que nos move seja verdadeiro!

 

Goodreads - Facebook Instagram

Goodreads - Facebook - Instagram

Livros no Ecrã | Veronika Decide Morrer, de Paulo Coelho

bloggif_590f68ef85aeb.jpeg

 

Sobre o livro...

DSCF3082.JPG

 

Este livro faz parte da lista 1001 Livros para ler antes de morrer. É o terceiro livro que li do autor e, até agora, o melhor.

Aos 24 anos, Veronika decidiu que já tinha vivido tudo o que lhe fora permitido viver e tentou o suicídio por ingestão de uma grande quantidade de comprimidos para dormir. Ao ser encontrada ainda com vida, Veronika não consegue cumprir o seu objetivo e acaba internada em Villete, um asilo novo do qual é sabido que quem para lá entra não volta a sair.

Vários temas são abordados além do suicídio, como a depressão, a esquizofrenia e a síndrome do pânico, cada um deles associado a uma história e a uma personagem. São ainda abordados tratamentos pouco convencionais utilizados há muito tempo atrás, como é o caso do Choque de Insulina e a Terapia de Choque.

Há passagens depressivas e excertos muito filosóficos, pelo que compreendo quem não gostou do livro por causa desses aspetos. Paulo Coelho tenta transmitir-nos as suas ideias sobre a mente humana e sobre a loucura, a influência das nossas escolhas e o quão importante são as aparências no mundo atual.

A leitura foi viciante, dei por mim a querer saber sempre mais e a ansiar para saber o final. Este foi um pouco diferente do que esperava, e a mensagem do final mais filosófica.

Deixo um excerto que acredito ser uma das mensagens que o autor quis transmitir.

Porque quando todos sonham e só alguns poucos realizam, o mundo inteiro sente-se cobarde.

 

...e a adaptação

 Podem ver o trailer aqui. Por alguma razão, não está a dar para colocar vídeos...

O filme também é bom, embora faltem pedaços do livro.

As personagens foram bem criadas e quase todas como tinha imaginado com a exceção da Zedka, uma das pacientes do asilo, que sofre de depressão mas que imaginei mais velha e mais sã, quase em fim de tratamento.

Gostei bastante do Eduard, embora a história dele tenha certas diferenças em relação ao livro. Veronika tem também um grande crescimento ao longo da história, tanto no filme como no livro, e foi bem interpretada. O Dr. Blake, interpretado por David Thewlis também me surpreendeu.

É um bom filme e a carga filosófica continua também aqui.

 

Goodreads - Facebook Instagram

Goodreads - Facebook - Instagram

Livros no Ecrã | Orlando, de Virginia Woolf

DSCF3080.JPG

 

Sobre o livro...

DSCF3050.JPG

Para mim não foi uma boa experiência de leitura. Talvez não tenha sido a melhor altura para ler este livro e sei com certeza que não entendi tudo o que a autora quis transmitir.

Achei o texto aborrecido e foi muito difícil ir avançando com a leitura. No entanto, adorei as passagens sobre os livros e também os vários excertos que comparam homens e mulheres. 

Tirando isto, infelizmente não é um livro para mim. Foi o primeiro que li da Virginia Woolf, talvez ainda tente ler outro mas em princípio não será brevemente.

 

...e a adaptação 

 

 

Esta adaptação conseguiu ser a pior que já vi. Previ logo pelo trailer que não ia ser nada de especial. Apesar de não ter gostado do livro, sei perfeitamente que poderia ter sido feito algo muito melhor. Não consegui ver o filme todo, fui passando à frente e vou apenas falar do que vi.

Não gostei das representações nem dos atores. Os diálogos foram na sua maioria muito forçados, com exceção talvez da Sasha que mesmo assim não me cativou.

Também não gostei do roteiro. O facto de as personagens começarem a falar diretamente para a câmara por cima do narrador tornou o filme um tanto ou quanto assustador.

Enfim, não sei que mais posso dizer, foram duas más experiências que não posso recomendar.

 

Goodreads - Facebook Instagram

Goodreads - Facebook - Instagram

Pág. 1/2